quarta-feira, agosto 30, 2006

Um mundo de eventos

A imagem “http://www.cm-penedono.pt/turismo/images/cmp_foto_330_dg.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Para quem quer acompanhar o que se faz de melhor e mais bonito em termos de artesanato urbano, aqui ficam algumas sugestões de visitas:

- Feira da Bela Vista (VNG) - 2 a 3 de Setembro a partir das 10h - às 22h entrada gratuita

- Feira no Jardim Estrela (Lisboa)- 2 a 3 de Setembro a partir das 9h às 20h.30m

-XII Feira - Mostra de Artesanato de Monchique - Artechique (Monchique) - 1 a 3 de Setembro (na Junta de Freguesia de Monchique)

- Feira da Parede (Lisboa) - 9 de Setembro

- Festa das Vindimas (Palmela) - 31 de Agosto a 5 de Setembro

- Verbena (São Brás de Alportel) - 2 a 3 de Setembro

- e muitas outras certamente e que eu não tenho conhecimento.

quarta-feira, agosto 23, 2006

A imagem “http://static.flickr.com/66/221889747_6005414c15.jpg?v=0” contém erros e não pode ser exibida.

Eu vou participar! Aparece por lá e leva os teus/tuas amigos(as) também!
A imagem “http://static.flickr.com/53/137321350_d826482bc6.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Natura

A imagem “http://photos1.blogger.com/blogger/2694/548/1600/DSC06014.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Hoje tenho a alma cheia de saudades...
Hoje voltei aos meus crafts, com tanto reavivar de memórias, a minha cabeça voltou a fervilhar de ideias.
São ideias a serem colocadas no papel e outras até a serem já produzidas. Muitas novidades nos aguardam.



A Luna está ferida numa pata, andou a fazer das suas... mas cada vez está mais bonita e meiga. E sempre a colocar-se em sítios onde não deveria de estar ehhh!!!


Para a próxima também quero ir de viagem contigo!!!

segunda-feira, agosto 21, 2006

Viajar é sempre algo que me deixa encantada, mesmo que sejam pequenas viagens, mas esta tinha algo muito gratificante. Digamos que foi um momento de partilha de momentos únicos, de encontro de coisas novas, de reencontro de almas gémeas, ou simplesmente porque o nosso Portugal é tão magnífico, sabe sempre muito bem a viagem.


Pousada da Cumieira, algures entre Stª Marta de Penaguião, Régua e Vila Real, um lugar idílico, onde pude estar em contacto com a natureza e encher os olhos de verde. A Quinta da Gaivosa foi o nosso poiso.

Um lugar aonde pudemos reviver memórias, memórias que o passado foi tecendo e que o presente uniu. Aos poucos cada um foi acrescentando retalhos às suas memórias e ao mesmo tempo vamos construindo as nossas próprias memórias em conjunto.

À volta o verde enche as serras e enche-nos a alma de esperança, o cheiro das uvas demarca o Verão, mas desta que desta vez o frio abafou e a chuva musicou…

Nada de passeios nocturnos! O melhor mesmo foi ficar em casa ouvindo umas belas melodias que as cordas da tua guitarra faziam trinar…



Mas, felizmente o Sol voltou a brilhar e pudemos passear por entre as vinhas, colhendo amoras silvestres para preparar licor, quem sabe voltemos a repetir a dose, mas desta vez para fazer uma deliciosa compota!

Fomos também visitar o Palácio de Mateus e os respectivos jardins, lindíssimos. Uma visita bem agradável, pena a guia fazer a visita numa correria de 45 minutos.

No final da visita e durante a passeata fomos colher framboesas nos jardins.Eram deliciosas!!!



A chuva quis fazer-nos companhia nas restantes visitas, mas nada nos impedia de sorrir, mesmo com o céu cinzento.

Terminamos a semana com uma ida à aldeia, serra e barragem do Alvão e às lagoas de Lamas de Olos. E para completar o cenário ficam algumas imagens, que certamente valem por muitas mais palavras.

(ficam ainda em falta mais algumas fotos por aqui...)

Dicas para reutlizar o óleo caseiro

A receita do sabão

Saiba como são feitas as pedras de sabão caseiro

Ingredientes:

- 5 litros de óleo usado e coado
- 1 copo americano de fubá
- 500 ml de detergente líquido de coco
- 1 litro de soda cáustica líqüida
- 1 litro de água fervente


Modo de Preparo:
Em um balde grande, coloque o óleo coado, junte o fubá, o detergente, a soda cáustica e mexa bem. Depois de misturados acrescente a água fervente e continue mexendo por 40 minutos sem parar.
Coloque a massa na forma e deixe descansar por 10 dias até endurecer. Se for colocar em um recipiente único, corte no formato desejado antes de a barra endurecer completamente.

valeverde

domingo, agosto 13, 2006

Para ti....

A imagem “http://www.meumundoetudomais.blogger.com.br/coracao_areia_3_90_2.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Amor e lágrimas

Vinicius de Moraes

Vinicius de Moraes

Ouve o mar que soluça na solidão
Ouve, amor, o mar que soluça
Na mais triste solidão
E ouve, amor, os ventos que voltam
Dos espaços que ninguém sabe
Sobre as ondas se debruçam
E soluçam de paixão
E ouve, amor, no fundo da noite
Como as árvores ao vento
Num lamento se debruçam
E soluçam para o chão




sting-shape-of-my-heart

Quando o verão morre, as amoras vestem-se de luto.

Chegou a vez dos Homens!!!

Daisypath Ticker

Leituras de Verão

Mais umas leituras de Verão prestes a serem renovadas por outros títulos, por outras histórias e outros autores.

Aqui fica mais um link para quem gosta de ler e partilhar as suas leituras makezine.




A_Balladeer

Aguarda mais algum tempo de crescimento para em breve virar compota de abóbora!

Tenho saudades das cores de Outono e dos dias passados juntos à lareira, do chocolate quente...
A minha vida corre como um sonho...
Ás vezes tenho medo que este sonho, não passe disso mesmo, de um sonho. No entanto tento e tentarei lutar para que esse sonho se torne uma realidade constante.
Os dias parecem-me mais coloridos. O meu ânimo, garra de viver os meus dias incessantemente como se fossem os últimos dias da minha vida voltou.
Tenho a alma cheia de cor e de saudade...
Mas, é boa, aliás muito boa toda esta sensação!
O meu sorriso expande-se como se fosse o Sol de Verão.
Finalmente reina a paz como tanto desejei...

Sting/Stolen_Car

Na nossa vida há uma
única cor, como se fosseã paleta de um artista,
da qual deriva o sentido
da vida e da arte.
É a cor do amor

In Yoga do Amor

quinta-feira, agosto 10, 2006

Um desejo realizado....

Recordar, é viver!

Sorte
(trabalho inacabado)

Esboços

Botões, quantos sonhos, quantas histórias...

O meu saco de berlindes... um pequeno tesouro de tempos idos.

Uma prova de amizade... (Desenhado pela Lara, 7 anos, uma aluna minha de etnia cigana)

Uma partilha....

A semente nunca está em perigo, lembre-se disso. Que perigo haveria para a semente? Ela está completamente protegida. Mas a planta está sempre em perigo, a planta é muito delicada. A semente é como uma rocha, dura, protegida por uma crosta grossa. Mas a planta precisa enfrentar mil e um perigos. E nem todas as plantas atingirão o estágio em que poderão florescer em mil e uma flores...
Poucos seres humanos atingem o segundo estágio e, desses, muito poucos atingem o terceiro, o estágio da flor. Por que não podem atingir o estágio da flor? Por causa da ganância, por causa da miséria, não estão prontos para dividir... por causa de um estado em que há falta de amor. É necessário coragem para tornar-se uma planta, e é necessário amor para tornar-se uma flor.
Uma flor significa que a árvore está abrindo seu coração, liberando seu perfume, oferecendo sua alma, vertendo seu ser na existência. Não continue sendo apenas uma semente. Reúna coragem: coragem para deixar para trás o ego, coragem para deixar para trás sua segurança, coragem para se tornar vulnerável.


Osho

terça-feira, agosto 08, 2006

Cá estou de volta depois de uns dias de ausência. Pois é, fui para o festival Andanças em Carvalhais, S. Pedro do Sul.
Foi a primeira vez que fui mas adorei esta iniciativa.
O espírito, a harmonia, a inter-ajuda, as aprendizagens, as amizades, o convívio...
Foram dias para aprender/contactar com novos ritmos e coreografias, dançar até cair, relaxar e meditar.



Abro as janelas da minha alma: Embriago-me de paz, luz e cor. Sinto alegria docemente calma, comtemplando os átrios do amor.

In Yoga do amor