quinta-feira, novembro 30, 2006

If you can not be a poet, be the poem!
A imagem da senhora velhinha que vai costurando as suas memórias na companhia do seu gato... voltou a pairar de novo por aqui....

quinta-feira, novembro 23, 2006

A Liz....

Liz no mundo cor-de-rosa

Depois da soneca há que esticar as patitas :P

Adoro dormir agarradinha ihhhh!!


Adora adormecer no meu ombro...

quarta-feira, novembro 22, 2006



Liz - símbolo de poder e soberania, assim como de pureza de corpo e alma.

Momentos de Sábado à tarde....

A Marta enfeitiçou a Liz, pois ela é viciada em origamis.




O almoço com a Marta, com algum origami pelo meio.... E aqui está a Liz....



Origami no metro....

Uma viagem de metro até ao Porto, debaixo de muita chuva!

terça-feira, novembro 21, 2006

Planos para hoje:

- Passeio na praia;

- Actualizar os meus blogs;

- Brincar com a Liz ^..^ e fazer a sua devida apresentação;

- Visitar o camião do Pai Natal com os meus alunos;

- Fazer compras;

- Preparar alguns crafts e ideias para o Natal;

- Terminar de fazer umas encomendas;

- Sonhar que amanhã é um novo dia!

Troca Quilt

Esta é uma troca para quem gosta de tecidos. Desafio todos que queiram participar numa troca de tecidos. O ideal é arranjar 8 quadradinhos de tecidos diferentes em algodão com as medidas de 15 cm por 15 cm, já que estas são por norma as medidas usadas para as quilt. Inscrevemo-nos, faz-se o sorteio e de depois é só enviar. Os aderentes deverão enviar-me um flirck mail com o titulo troca quilt com o nickname, nome e a morada, até dia 27 de Novembro.

Fico a aguardar!

segunda-feira, novembro 20, 2006

SOLIDÃO

Têm dias que o passar das horas faz apertar no peito uma solidão imensa que me faz chorar. Faz-me chorar por lembrar, ou melhor, por me perceber tão só... O tempo passa e chega uma hora em que não ter alguém com quem contar - não estou a falar de amigos, sei que entendem, pois preservo-os demais - em que não ter alguém em quem contar dói muito mais do que eu gostaria de suportar.

Tenho um nó mesmo na garganta, que por vezes me faz sentir sufocada.

Sim, porque neste momento me sinto muito só...



Música do momento: Sozinho Caetano Veloso

domingo, novembro 19, 2006

Tenho a alma em agonia e o meu coração sofre de uma tristeza imensa. Há tanta coisa que queria compreender, que queria saber… tanta coisa por dizer, mas a ignorância, o esquecimento invadiu as nossas vidas….

Sei que tenho de prosseguir, mas não sei que rumo hei-de tomar… parece que os pequenos prazeres da vida já não valem a pena, já não compensam o vazio que sinto…

A minha foto mais visitada no flirck

After the rain...

... a rainbow on the sky!

Chinesiando....

Marta diz:

ni hao

Sandrita diz:

ni hao

Marta diz:

ni hao ma?

Sandrita diz:

como estás

Marta diz:

sim

Marta diz:

wo hen hao, ni ne?

Marta diz:

"ni ne?" é "e tu?"

Sandrita diz:

wo hao hen

Marta diz:

"wo hen hao" é "eu muito bem"

Marta diz:

jin tian shi xing qi san.

Marta diz:

hoje é 4f

Marta diz:

zai jian

Sandrita diz:

zai jian

quinta-feira, novembro 16, 2006

Começar de novo...

Começar de novo
E contar comigo,
Vai valer a pena
Ter amanhecido.

Ter me rebelado,
Ter me debatido.
Ter me machucado,
Ter sobrevivido.

Ter virado a mesa,
Ter me conhecido.
Ter virado o barco,
Ter me socorrido.

Começar de novo
E contar comigo,
Vai valer a pena
Ter amanhecido.
Sem as suas garras,
Sempre tão seguras.
Sem o teu fantasma,
Sem tua moldura.

Sem suas escoras,
Sem o teu domínio.
Sem tuas esporas,
Sem o teu fascínio.

Começar de novo,
E contar comigo,
Vai valer a pena
Já ter te esquecido.



(Ivan Lins/Victor Martins)



O fim de tudo
é um recomeço
e olha, eu bem que mereço
tratar bem do melhor de mim
(O fim de Tudo, Sérgio Godinho)

Horóscopo para hoje

It's time to strike an emotional balance between craving everything and fearing you have nothing. Wake up from your fantasies and figure out what's actually necessary as opposed to what is just desired.

Encaixa que nem uma luva....

terça-feira, novembro 14, 2006



Deixa cá espreitar os crafts da minha dona!!!
Tenho de pensar nos presentes de Natal

No quintal lá de casa

Será milho rei?

Flor de beringela e hospedeiros.

A Luna aproveitando o Sol


O Bambino

A Mila cá de casa


Ai o sabão não mata
Até lava os peixes
Põe-nos cor de prata

domingo, novembro 12, 2006

Invasor

Com saudades

Umas vezes sem tempo, outras sem vontade.

Saudades...

... dos teus dedos a trinarem melodias para mim


... do verde do nossos olhos


... dos cantos das nossas lembranças


... saudades de ti!

sábado, novembro 11, 2006

Restos de ti....

Outono

Um livro infantil a não perder


Anjos de Pijama

LUCILINA E ANTENOR

Lucilina tinha cabelos verdes das folhas de lucialima e olhos negros e brilhantes iguais a amoras. Por vezes, estava feliz e cantava com uma voz fina como se fosse uma flauta encantada.

Ler mais aqui: Matilde_Rosa_Araujo

BALADA DAS VINTE MENINAS FRIORENTAS


Vinte meninas, não mais,
Eu via ali no beiral:
Tinham cabecinha preta
E branquinho o avental.

Vinte meninas, não mais,
Eu via naquele muro:
Tinham cabecinha preta,
Vestidinho azul escuro.

As minhas vinte meninas,
Capinhas dizendo adeus,
Chegaram na Primavera
E acenaram lá dos céus.

As minhas vinte meninas
Dormiam quentes num ninho
Feito de amor e de terra,
Feito de lama e carinho.

As minhas vinte meninas
Para o almoço e o jantar
Tinham coisas pequeninas,
Que apanhavam pelo ar.

Já passou a Primavera
Suas horas pequeninas:
E houve um milagre nos ninhos.
Pois foram mães, as meninas!

Eram ovos redondinhos
Que apetecia beijar:
Ovos que continham vidas
E asinhas para voar.

Já não são vinte meninas
Que a luz do Sol acalenta.
São muitas mais! muitas mais!
Não são vinte, são oitenta!

Depois oitenta meninas
Eu via ali no beiral:
Tinham cabecinha preta
E branquinho o avental.

Mas as oitenta meninas,
Capinhas dizendo adeus,
Em certo dia de Outono
Perderam-se pelos céus.

Verso Aqui Verso Acolá, organização de Natércia Rocha


quinta-feira, novembro 09, 2006

Foi Feitiço


Eu gostava de olhar para ti
E dizer-te que és uma luz
Que me acende a noite
me guia de dia e seduz

Eu gostava de ser como tu
Não ter asas e poder voar
ter o céu como fundo
ir ao fim do mundo e voltar

Eu não sei o que me aconteceu
Foi feitiço! O que é que me deu?
para gostar tanto assim de alguém como tu

Eu gostava que olhasses para mim
E sentisses que sou o teu mar
Mergulhasses sem medo um olhar em segredo
para eu te abraçar

O primeiro impulso, é sempre mais justo
É mais verdadeiro.
E o primeiro susto, dá voltas e voltas
Na volta redonda de um beijo profundo


André Sardet

Uma carta para a Professora



Ora são desenhos, ora são cartas, ora são flores ou até rebuçados, ou uma pedrinha apanhada na praia... São alguns dos mimos dos meus meninos. São estas pequenas presenças que nos fazem sorrir, mesmo quando as coisas se afiguram um pouco cinzentas.

***********


- E tu Tiago aonde moras?

- Eu moro na Rua Sem Sentido.

- Rua Sem Sentido nunca ouvi falar dessa rua aqui.... [fiquei a pensar se não haveria confusão....]

- A minha mãe é que diz que é a Rua Sem Sentido. - respondeu o Tiago após breves segundos

- Rua Sem Sentido ehhh.... e sorri-lhe.

Vícios versus Bícios


Os quadradinhos de papel colorido vão enchendo todos os meus bolsos, as minhas carteiras e deles vão saíndo caixas, peixinhos, passarinhos e corações...
Obrigada Marta, pelo ensinamento, ajuda e paciência ;)!

Feira da Bela Vista II



Na feira o mandarim esteve presente pelas mãos da Catrela.



Para além de mais umas dobragens em origami ensinadas pela Catrela;)


E das minhas mãos nasceu uma árvore origamica



Aspecto da minha banca

O Apagão



Um passeio pela praia


Nada sabe melhor do que logo pela manhã e bem cedo dar um passeio pela praia. sentir a maresia e o vento que sopra e fazem o nosso cabelo dançar... É um momento mágico e que eu aprecio muito, não só por toda a sua beleza, mas também pelo seu q de apaziguador... é um momento de relaxe total....

Hoje relembrei uma vez mais a minha infância, pois quando dei por ela estava a catar conchas e pequenos búzios... pequenos tesouros que com carinho vou coleccionando.

domingo, novembro 05, 2006

Autoclismos,Transformações e Rotações

It's time to break new ground. Lay the foundation by taking care of your to-do list. Then you can spend the rest of the day being wild and giving voice to all the brilliant ideas that are about to come your way.

quinta-feira, novembro 02, 2006

Animais para adopção

Se procuras um verdadeiro amigo para adopção, procura aqui:

3. m.?

O último

Ultimar -
do Lat. ultimare

v. tr.,
dar os últimos retoques;
terminar, completar, concluir, rematar, acabar.


Hoje para mim foi o dia do último. Fui a uma livraria comprar o jornal e uma revista eram os últimos.
Fui comprar leite, era a última em balagem que estava, iam repor o stock.
Fui comprar pão de água, era o último....

Uma ideia original para reutilizar o vinil



Clicar aqui para saber como conseguir reutilizar um vinil

Se bem que eu não teria coragem para fazer isto aos poucos que tenho....

Lost my key

Desilusão



desilusão - s. f.,
perda de ilusão;
desengano;
decepção.

Nem sempre podemos escrever coisas bonitas, infelizmente.

quarta-feira, novembro 01, 2006

Horóscopo



A dearly held wish of yours is about to become reality. When it happens, you'll have to make some big changes in your life. Some advice about how to deal with it is coming your way, albeit in a strange disguise.

Take this latest development in stride. If you overreact, you're just giving them exactly what they're hoping for. Instead, rein in any impulsiveness and take your time. You'll know exactly what to do next.

Be assertive! You have only your self-respect to gain by speaking up for what you want from romance. And any losses you might incur, well, the universe
promises that they will ultimately be your gain.