terça-feira, fevereiro 05, 2008


Porque tu,
deixas em mim
tanto de ti!
Matam-me os dias,
as mãos vazias de ti...

Sem comentários: