terça-feira, maio 27, 2008

Uns tempos de ausência....



... isto é, quando acabar de corrigir as provas de aferição de matemática.
:(

terça-feira, maio 20, 2008

Missangar



Missangar, será que este verbo existe?

Produtos da horta...

Provenientes da horta do meu pai.... Humm que sabor têm estas cenouras, uma delícia.

Red moments




quinta-feira, maio 15, 2008

Cortes e pontos


E os meus dias vão-se passado assim...

quarta-feira, maio 14, 2008



Se há coisa que gosto nestes dias de Primavera, é tropeçar nestas pequenas maravilhas.
As cores, os cheiros, a textura. Sublime :)

São imagens como esta que nos limpam os olhos e fazem crer que a vida é feita para ser bonita…

Algumas destas imagens estão armazenadas aqui: www.olhares.com/guapamorena/

terça-feira, maio 13, 2008

Pequenas partilhas...

Depois de algum tempo aprendes a diferença, a subtil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma. E aprendes que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começas a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. Acabas por aceitar as derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança. E aprendes a construir todas as tuas estradas de hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de algum tempo aprendes que o sol queima se te expuseres a ele por muito tempo. Aprendes que não importa o quanto tu te importas, simplesmente porque algumas pessoas não se importam... E aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas perdoá-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. Descobres que se leva anos para se construir a confiança e apenas segundos para destruí-la, e que poderás fazer coisas das quais te arrependerás para o resto da vida. Aprendes que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que tens na vida, mas quem tens na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprendes que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebes que o teu melhor amigo e tu podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobres que as pessoas com quem tu mais te importas são tiradas da tua vida muito depressa, por isso devemos sempre despedir-nos das pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprendes que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começas a aprender que não te deves comparar com os outros, mas com o melhor que podes ser. Descobres que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto. Aprendes que, ou controlas os teus actos ou eles te controlarão e que ser flexível nem sempre significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, existem sempre os dois lados. Aprendes que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer enfrentando as consequências. Aprendes que paciência requer muita prática. Descobres que algumas vezes a pessoa que esperas que te empurre, quando cais, é uma das poucas que te ajuda a levantar. Aprendes que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que tiveste e o que aprendeste com elas do que com quantos aniversários já comemoraste. Aprendes que há mais dos teus pais em ti do que supunhas. Aprendes que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são disparates, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso. Aprendes que quando estás com raiva tens o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobres que só porque alguém não te ama da forma que desejas, não significa que esse alguém não te ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso. Aprendes que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes tens que aprender a perdoar-te a ti mesmo. Aprendes que com a mesma severidade com que julgas, poderás ser em algum momento condenado. Aprendes que não importa em quantos pedaços o teu coração foi partido, o mundo não pára para que tu o consertes. Aprendes que o tempo não é algo que possa voltar para trás. Portanto, planta o teu jardim e decora a tua alma, ao invés de esperares que alguém te traga flores. E aprendes que realmente podes suportar mais... que és realmente forte, e que podes ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que tu tens valor perante a vida! As nossas dádivas são traidoras e fazem-nos perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar.

William Shakespeare

O meu blog não está abandonado, simplesmente tenho estado com o tempo um pouco mais ocupado do que o habitual, trabalho, duas feiras a preparar num espaço de uma semana. Uma felizmente já passou e digamos que correu muitíssimo bem. Realizou-se em Esmoriz ("my hometown") e espero fazer um update o mais breve possível do cartaz para aqui, pois estava giríssimo. Foi o primeiro evento do género em que se conjugaram velharias com artesanato urbano. O público em geral aderiu satisfatoriamente, apesar de se notar que ainda não estão muito habituados a este tipo de evento, mas como diz o ditado o hábito faz o monge.
Foram poucas as fotografias que pude tirar devido à grande afluência de pessoas que me visitaram, para a próxima contrato um fotógrafo! ;)
Foi um dia cheio de Sol, às vezes com a presença de umas nuvens, de reencontros, de muitos sorrisos, de trocas de opiniões, apesar das rajadas de vento forte que de vez em quando surgiam e teimavam derrubar algo.
Resta-me agradecer os comentários de encorajamento de todos os que por ali passaram, foi muito bom ver o meu trabalho reconhecido. Foi uma experiência muito positiva.
Não poderia deixar também de agradecer à Comissão de Melhoramentos de Esmoriz e Junta de freguesia pelo apoio prestado, pela sua presença e claro pela organização deste evento, do qual pretendo colaborar, fomentar e ajudar a construir, enriquecendo-o... Porque o Homem sonha e a obra nasce, e este evento já fazia parte dos meus sonhos à muito tempo!
Agora restam-me uns dias para repor algum stock... Sábado (17/05) irei estar na zona rural do Parque da Cidade - Porto, para mais uma edição da Feira de Artesanato Urbano.

segunda-feira, maio 05, 2008

it's. oh. so quiet
it'a oh. so still
you're all alone
and so peaceful until...


Bjork

"Vou - te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho"
Tom Jobim

domingo, maio 04, 2008

Domingo é dia de fotos!



um ano, um mês e algumas horas, minutos e segundos...

sábado, maio 03, 2008

Zakka


ZAKKA "um pouco de tudo"


Tendência vinda do Japão, nas áreas da moda e do design, inspirada nos países Nórdicos.

Ver a simplicidade de um objecto e de materiais, transformando e misturando o com materiais menos convencionais, criando uma nova linha e estilo adequado a um ambiente.

Flirck search for Zakka

Cotton Time free download

Sew/costura

Ando a preparar um Kit de costura para disponibilizar na loja, um kit de iniciação, ainda lhe vou acrescentar alguns retalhos, uma alfineteira, um agulheiro, um frasquinho com botões,uma tesourinha e linhas... Lembro que em miúda tive um que me foi oferecido pelo meu Pai e que para mim foi uma delícia enorme, possivelmente foi o click que despertou em mim para estas coisas de sew [costura].
Wip sew box


Ultimamente tenho tido uma vontade inexplicável de fazer roupa para mim. Já me sinto confiante com a máquina de costura, tecidos e linhas, e está na altura de dar um passo em frente. A verdade é que é um campo inteiramente por desbravar e nem sempre é tão fácil, quanto se pensa.
Procuro um curso (não profissional) de corte e costura para ver se aprendo um pouco mais, precisam-se de dicas.
Primeiro passo: estudar o assunto. Decifrar moldes, direcções de corte, insersão de fechos éclair, casas de botões, tirar medidas, etc... Para isso conto um pouco com a ajuda do Grande Livro de Costura, que adquiri aqui há uns tempos largos num alfarrabista, mas recentemente descobri que alguém disponibilizou-o em formato digital, já que se trata de uma obra rara, aqui fica o link para download gratuito.

Nestas andanças de corte e costura, acabei por desenhar o molde e confeccionar um avental para a minha mãe, irá ser a sua prenda no dia da Mãe, sim porque em minha casa usar aventalito na cozinha faz parte das tradições familiares, gostei tanto que quero fazer um idêntico para mim, confiram aqui os resultados.

quinta-feira, maio 01, 2008

In the mirror

On the flash!


HandCrafted by Guapa está com uma nova imagem, acho que é desta que me decido pelo logotipo. Um estilo simples, moderno e que se enquadra comigo. Agora há que refazer novos cartões etiquetas e outras coisitas mais... Apareçam por lá e deixem ficar as vossas opiniões!**

Mila Moderna

Cansei-me de usar o tanque e troquei-lhe as voltas....

Raparigas prendadas, se ainda houver ousadia...


Acabou de ser lançado "O livro de Ouro das raparigas prendadas" de Rosemary Davidson e Sarah Vine - Oficina do Livro.
O Independent sugere que se ofereça este livro às vossas filhas [ a quem as tiver, pois está claro!], mas é suspeita minha, ou este livro deveria de ser oferta a qualquer mulher, mas em especial às mães de meninas.
Os críticos referem que é um livro de raparigas dos 8 aos 80 "(...) que ainda gostam de piqueniques e de saltar à corda."
Numa fase em que se atravessa uma grande crise de perda de valores, em que nos assumimos como consumistas natos, em que tudo é comprado e quase nada é feito por nós... Acredito que este livro seja uma ponte de retorno e reencontro ao passado.
Numa herança global, o futuro parece passar mesmo pelo que é genuíno e artesanal, aqui fica a dica.
Para os rapazes/homens, aqui fica o mote do seu livro: "O livro dos rapazes brilhantes."

A propósito deste livro foi criado um grupo aqui.