domingo, janeiro 31, 2010

*** É Domingo ***




É Domingo e o Sol resolveu espreitar timidamente e com ele resolvi aventurar-me também indo um pouco mais além de que os compartimentos da casa dos meus pais.
Atrevi-me a palmilhar tenuamente os caminhos ainda molhados da chuva do dia anterior, o cheiro a terra molhada, o som dos pássaros o vento e tudo o que pode olhar deixaram-me de certo modo nostálgica e a minha lista de desejos de coisas que quero fazer quando estiver boa aumentou substancialmente, mas ainda não vou revelar por aqui.
No quintal, a Bia que espreita através do gradeamento e o Jonas que se aventurou a subir o azevinho e depois miou exaustivamente porque estava com medo de descer, mas passado algum tempo lá se decidiu a descer...
Dos meus wips ficam aqui alguns bordados que irão integrar-se em écharpes primaveris, assim que puder começar a costurar utilizando a máquina de costura, para segunda etapa, falta-me escolher os tecidos que vou usar e cuidadosamente alinhavar tudo... Brevemente espero que estejam disponíveis aqui em, HandCrafted by Guapa.


Entre os bordados vão-se antecipando outros projectos, na tentativa dos meus dias não serem rotineiros e cansativos...



Tenho alguns cadernos novos por usar, inclusive este caderno liso, da Serrote. Quem sabe irá acomodar alguns desenhos para bordados ou talvez não... Ainda não sei, estou indecisa se o use ou se o guarde por mais algum tempo.

terça-feira, janeiro 26, 2010

Simplicidade

Um wip em mãos, disponível por aqui.

A minha mente está cheia de simplicidades, reflexões, não sei se é por, apesar de estar doente e em recuperação e de ter o tempo todo para mim, mas a verdade é que estou com a sentir uma grande paz de espírito... Eu sei que um dia destes vai tudo ficar bem e vai tudo voltar ao normal, aliás tenho de acreditar nisso mesmo.

segunda-feira, janeiro 25, 2010

Notas de Costura - 2ª Parte

3. Traçar moldes: linha de meio e linha da frente

Embora o corpo humano não seja perfeitamente igual dos dois lados - direito e esquerdo - para efeitos do corte do vestuário, deve considerar-se essa igualdade.
A principal linha que entra no traçado do molde da frente do corpo é a linha do meio da frente e no traçado do molde de costas é a linha do meio de costas.

Posteriormente, estas linhas irão orientar a colocação dos moldes sobre o tecido. Depois do tecido cortado e desdobrado, obtém-se as costas ou as frentes inteiras, ou seja, para os dois lados do corpo (esquerdo e direito).

4. As medidas

As medidas tiram-se por cima do vestuário à excepção de casacos ou de qualquer peça de vestuário de tecido muito grosso.
Na ocasião de tirar as medidas é preciso que a pessoa quem elas são tiradas se conserve em posição normal, correcta, e sem qualquer contracção de músculos, pois em caso contrário não se consegue a exactidão desejada.

4.1. Medidas de base

Estas medidas expressam-se em cm.

altura de frente
altura total
altura de costas
largura de costas
contorno de busto
contorno de cintura
contorno de ancas
comprimento do braço
contorno do braçoFoto de JB

Disponível aqui, um slide de como tirar correctamente as medidas base.

Outros links com algum interesse:

Tutorial como tirar medidas

Costurando com medidas padrão

De cara lavada...



O blog está com nova cara, julgo eu que está mais leve. Algum feedback dos leitores era certamente maravilhoso, por isso fico à espera dos vossos comentários.

sexta-feira, janeiro 22, 2010

Dos meus dias



Os dias vão passando e eu continuo com algumas limitações em termos de mobilidade e impossibilitada de sair de casa. Os dias continuam cinzentos e tristes e eu gostava que a Primavera viesse mais depressa, para eu a poder observar melhor.
Em casa dos meus pais há terrenos em volta em que as flores campestres abundam na altura da Primavera, talvez por isso surja o meu desejo. No nosso quintal, anda um casal de rolas, que creio que procuram um galho de árvore forte e seguro para procriar, a Bia observa-os atentamente sem lhes ladrar, parece mesmo que os quer também ter por perto. É bom acordar com os dias ensolarados e o chilrear dos passarinhos.
Enquanto a Primavera me flui nas emoções, vou arquitectando mentalmente mudanças, aqui com uns móveis antigos (umas mesinhas de cabeceira, uma mesinha oval, uma arca, uma cómoda e uma cristaleira, entre outras coisas) e umas chitas antigas que herdei, de um tio e da minha avó. Esta é o belíssimo exemplo de uma delas e para a qual já tenho um projecto em mente e que mais tarde revelarei aqui.


Quero entrar na nossa casa, com outro espírito e determinação. Quero não esquecer, mas também não lembrar tantas vezes, algumas das situações porque passamos, quero antes lembrar e reter tudo o que de bom construímos os dois.

Com tudo que aconteceu nestes últimos tempos, e com a falta de net nem tive disponibilidade para colocar um post sobre o meu aniversário e o nosso aniversário, dois anos e nove meses de nós. De qualquer modo sabes que estás sempre presente no meu coração.

Do tempo que tenho vou dando continuidade a este projecto aqui:

Momentos saloios

E aproveitei para crochetar umas mitenes.

terça-feira, janeiro 19, 2010

Se fosse uma árvore


Se o meu blog fosse uma árvore, seria assim:
Eu acho-a simplesmente linda!

http://www.aharef.info

Inspirações para dias de chuva



Quando puder comprar a lã que pretendo, certamente irá ser um projecto que quero fazer para mim

Saudade



Tem chovido imenso e os dias tornam-se tristes e rotineiros.
Tenho saudades do sol, saudades de puder andar na rua, saudades...

I Like birds
, para ouvir aqui!

sexta-feira, janeiro 15, 2010

Notas de costura

Foto retirada da net


Decidi começar a partilhar alguma da informação que vou tendo sobre costura, das minhas leituras, aprendizagens e pesquisas realizadas com ajuda da internet e de outros meios, semanalmente vou tentar colocar aqui um post dedicado às questões da costura, para quem tal como eu se quer principiar na questão.



1. Molde de base

O molde de base marca os contornos exactos do corpo, os quais não mudam com as modas, dele constam as cavas de braço, as extremidades dos ombros, as costuras de lado, debaixo dos braços, a cintura, um decote rente ao pescoço, etc.
O molde de base divide-se em três partes: corpo, saia/calça e mangas.


O traçado dos moldes de base pode constituir aquilo aque se chama a teoria de corte, e esses moldes de base são o ponto de partida para se aprender a reproduzir todos os modelos e também a criá-los.

2. O molde de base corresponde às medidas da pessoa e não ao vestuário.

O molde de sabe da saia, representa uma saia lisa, ajustada, sem pregas, sem roda, sem qualquer roda, sem cortes, ou seja sem qualquer feitio. O mesmo acontece com o molde do corpo e da manga. Em conclusão, os moldes de base, não têm as medidas definitivas de qualquer peça de vestuário, têm as medidas do corpo da pessoa.

Para baixar o grande livro de costura, clique aqui ***

quinta-feira, janeiro 14, 2010

☂ Ano Novo, vida nova, aqui vamos nós...☂

Despedi-me de 2009 sem grandes expectativas para 2010.
Da queda que dei no meu local de trabalho, fiz um entorse que deu origem a uma trombose venosa profunda (TPV) na minha perna direita, estive hospitalizada e sem acesso à net. Descobri que sou hipocoagulada e agora tenho um longo tratamento sanguíneo a fazer. As coisas estão a compor-se mas ainda estou a recuperar e esse tempo de recuperação vai ser longo...
Todo este tempo, tem-me permitido reflectir e fazer uma introspecção pessoal, sobre os últimos acontecimentos, o meu modo de vida, projectos de vida entre outras coisas...

Virando a página e seguindo o ditado popular "Ano novo, vida nova", aqui ficam algumas das minhas resoluções para este ano, porque outras são íntimas demais:

*Aprender a meditar e a organizar melhor o meu tempo, de modo a que tenha um bocadinho mais de tempo para mim mesma;

* Reorganizar o apartamento de modo a que ele nos faça sentir mais como a nossa casa;

* Deitar para trás, esquecer o que lá vai, lá vai...

* Andar de bicicleta;

* Criar rotinas menos sedentárias, hábitos de alimentação mais saudáveis;

* Ensinar o H. a cozinhar;

* Ler os livros que quero ler (já comecei este objectivo);

* Dar aso aos meus projectos crafts que vão pairando na minha cabeça. Participar em mais eventos e feiras de artesanato;

* Fazer um workshop em cerâmica;

* Retomar um curso de costura;

* Realizar caminhadas, para manter o meu bem estar físico e não só...

* Deixar-me levar pelos momentos, ou seja deixar acontecer...

* Fazer mais jantares e reuniões de amigos;

* Criar um grupo para encontros de craft;

* Fotografar mais e melhor;

* Viajar para fora e cá dentro... O primeiro talvez será mesmo um tour por Lisboa. Fazer escapadelas de fim de semana;

* Comprar uma máquina de lavar louça;

* Reutilizar e reciclar mais;

* Reduzir o consumismo (embora não me considere muito consumista), o downshifting;

* Criar um diário gráfico;

* Visitar amigos distantes;

* Namorar muito;

*...



Alma from Rodrigo Blaas on Vimeo.


Receita de ano novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?)

Não precisa
fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drummod de Andrade