quinta-feira, abril 14, 2011

Jardinar*




Quem me conhece bem, ou tem por hábito ler Retalhos da Memória, já se apercebeu certamente, do meu fascínio por flores e outras plantas em geral, a verdade é que eu não consigo viver sem as ter perto de mim, mesmo que seja numa minúscula marquise, gosto de me ver rodeada por elas.
O dia de hoje foi dedicado em parte à jardinagem. É tempo de retirar os bolbos da terra dos jacintos que já floriram, há que cortar a ramagem, remover folhas velhas em volta do bolbo e colocá-los a secar, sem ficarem muito juntos, para que sequem o suficiente, antes de os guardar em sacos de papel em zona escura, mas sem grandes humidades para voltar a colocá-los na terra por alturas de Novembro, Dezembro e Janeiro.
Deve ter-se o cuidado de recuperar a terra cansada de vasos e floreiras acrescentando-lhe pó café, de chá, cascas de ovos e cascas de bananas cortadas em pedacinhos pequenos, já que são muito ricas em potássio e fósforo e devido ao seu poder bacteriológico as cascas são activadoras do compostor. Costumo utilizar como compostor, um garrafão de água vazio em que corto a parte superior que fica em forma de funil e que reservo Seguidamente no garrafão vou acrescentando a terra e o pó de chá de café cascas de ovos e de bananas por fim tapo com o dito funil, pois vais ajudar a criar a humidade certa para a terra e evitar odores menos desejáveis da própria compostagem.

Sem comentários: