terça-feira, abril 12, 2011

Parar, amar e viver*


Os dias às vezes passam a correr depressa demais... Às vezes "desperdiçamos" o tempo sem apreciar o que de melhor a vida nos proporciona. Às vezes "esquecemo-nos" um pouco de nós próprios e dos outros. E a vida é simplesmente feita de muito mais que isso! Resolvi dar voz ao meu coração e decidi parar, amar e viver... e respeitar os meus momentos em prol de tudo a que me quero dedicar. Por isso irei viver mais lentamente, como se que o relógio não tivesse pressa e que as horas contem o tempo que eu quero que elas contem, sem pressas...

Ontem ao sentir o Tomás a pontapear-me fortemente a barriga (como nunca senti antes), o meu coração pediu-me para parar e apreciar aquele momento e caramba, como me senti cheia de vida e amor dentro de mim. Parei o que estava a fazer e fiquei ali a contemplar e a acariciar a minha barriga e senti que era um momento só nosso e que estes momentos são únicos e irrepetíveis...

Por isso tenho de parar e desfrutar de tudo aquilo que amo, de tudo aquilo que a natureza me oferece, tenho simplesmente de viver ao meu ritmo!
É nos momentos de solidão do meu coração que a introspecção do que eu quero se manifesta e dou por mim tantas vezes a não dar voz ao meu coração e aos seus sentimentos.
Desejo-vos uma semana plena e dêem voz ao vosso coração...

2 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Que linda flor... :)

Os pontapés são algo inesquecível :)

alexa violeta disse...

Faz isso, sim, é importante! Parar é viver! Posso sugerir-te a meditação? Fazia-te bem, a ti e ao bebé. Se quiseres, posso dar-te umas dicas mas já falei disso no meu blog ****