quinta-feira, março 29, 2012

Scrapbook

A cabeça fervilha de ideias, o mundo da  internet acerca de scrapbook é algo empreendedor e inspirador. Mas também cheguei à conclusão que quanto mais via, mas me sentia incapaz de colocar mãos à obra por causa de tantas ideias e tantas inspirações. Um coisa é certa, eu não queria, nem quero um álbum de fotografias para o Tomás tradicional, quero sim um álbum em que sejam representados alguns dos momentos da sua vida, ou álbum sem fim, aos quais se vai acrescentando elementos do quotidiano, como por exemplo o seu primeiro desenho, a sua primeira tentativa de escrever o nome, o bilhete de uma ida a um espetáculo, um bilhete de comboio entre tantas outras coisas que se podem combinar.
É também sabido que o material de scrapbook é muito caro e alguns escasseiam por cá mesmo. Assim num modus use what you have comecei  finalmente a desenvolver o que queria, a passo e passo, porque isto vai ser moroso, oh se vai e é algo para se fazer sem pressa e aos poucos. Quem sabe consiga fazer uma página por semana.

Sem comentários: