segunda-feira, abril 23, 2012

Outro rumo...


Por cá gastam-se os últimos cartuchos dos dias de uma licença de maternidade prolongada. Amanhã é dia de retorno ao trabalho. Se por um lado me sinto feliz, pois vou regressar ao meu trabalho e aquilo que gosto tanto de fazer por outro entristece-me ter de me separar assim do meu filhote, mas a vida vai muito além disto e é assim que tenho de pensar. Uma fase nova de crescimento mútuo. A ver vamos como resistimos ambos às saudades que se vão acumulando...
Não temos estado parados, tenta-se deixar a casa o mais organizada possível, há uma mini- horta na varanda a precisar de ser regada todos os dias, onde podemos encontrar ervas aromáticas, beterrabas de folha tenra, batatas, espinafres, alfaces e morangos, fosse o espaço maior e teríamos muitas mais plantações para fazer, alguns trabalhos de costura que foram ficando pendentes e mais que pendentes por falta de disponibilidade para me sentar frente à máquina de costurar, há ainda uma pilha de roupa a precisar de ser passada a ferro (andamos com a roupa a secar aos pinguinhos nestes dias de chuva, será que vale a pena apostar numa máquina de secar roupa!?) e havia tanta coisa na minha mente, tantos projectos para colocar em prática, mas o tempo pregou-me uma vez mais uma partida. Mas em vez de me estar a lamentar tenho de tentar conciliá-lo de outra forma e fazê-lo render o mais possível sem grandes preocupações, porque o que não posso fazer hoje, pode ser que dê para fazer amanhã e assim por diante. Há que estabelecer novas prioridades, senão ainda dão em louca, ou melhor fico mais louca do que já me sinto! Há quem me entenda e partilhe desta mesma loucura comigo, há quem não me perceba e até há quem decida fazer grandes considerações sobre isso e não me ache uma pessoa fácil, mas isso são outros assuntos e outros desvaneios. Por isso vamos lá ver se damos outro rumo à vida!
Há uma série de fotos a serem colocadas do projecto April photo day, mas por falta de tempo não tem sido possível.
Convém dar uma vista de olhos por esta temática: "Lost in living"que circula pelas redes sociais e por alguns blogues. Vejam, comentem ou então façam apenas uma introspecção pessoal, como foi o meu caso. Acho que não vale a pena estar por aqui com grandes dissertações, mas sinto-me identificada em alguns testemunhos. Aqui fica um vídeo e a página do respectivo documentário/filme http://www.maandpafilms.com/lostinliving/:




O verdadeiro desafio do momento vai ser conciliar a minha vida profissional com a vida doméstica, de mãe e de mulher. Veremos o que o futuro nos reservará e por falar nisso podem ler aqui  e aqui algumas considerações gerais e desabafos de uma outra mãe. Gosto tanto da sinceridade com que escreve e expõe as temáticas, assim de uma forma tão natural e tão crua.
Por isso ficamos-nos por um até já e espero que seja rápido!

2 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Começa agora uma nova fase... vais ver que com calma tudo de consegue ;)

© Jardim de Algodão Doce disse...

Um dia cada vez! Vai correr bem!
E é isso, establecer prioridades.