segunda-feira, dezembro 30, 2013

Rever 2013


Tal como já disse anteriormente neste post aqui, os últimos dias de dezembro decrescem a um ritmo acelerado. É hora de fazer um balanço do ano que decorre e que não tarda está a terminar.
Há que contrabalançar o que de melhor tivemos com o que aprendemos das coisas menos boa que a vida nos impôs.
Perante todo este panorama mundial, a mim parece-me que tenho muito pelo qual devo estar grata! Tenho a minha família, da qual temos um rebento lindo e maravilhoso, tenho um teto que embora alugado, é nosso, tenho o meu trabalho e tenho tido saúde, e todo o resto vem por acréscimo.
Este ano tentei mover-me por uma vida mais minimalista, responsável e ecológica. Fazendo um balanço, houve muita coisa que consegui mudar, como o consumismo desenfreado e sem limites,apreciar mais o essencial em prol do que é supérfluo e banal...
Houve muito que consegui fazer, sempre pautada pelos meus objetivos pessoais, contudo sinto que ainda há muito para destralhar tanto fisicamente no meu espaço habitacional como a nível mental. Por isso, o minimalismo será algo para ser levado ainda mais a sério no próximo ano que se avizinha. Também não tenho o pretensiosismo de o levar ao extremo, mas antes na medida que me enche as medidas. Tenho presente que o meu minimalismo será envolto de um grande destralhamento. Tenho mesmo de o voltar a fazer! Será importante talvez em jeito de primeiro passo, fazer algo como que uma "desintoxicação emocional" com a premissa de que "quem muda Deus ajuda". Posso dizer que emocionalmente sou muita agarrada aos meus pertences materiais, uns porque trazem histórias, memórias envoltas que pretendo manter vivas, outros pelo que me custaram a ser conquistados e outros simplesmente porque sim...  gosto tanto deles e embora saiba de que não me servem para nada não consigo desfazer-me deles...
Contudo é imperioso colocar a mim mesma um basta! Vai ser uma batalha dura de travar, mas da qual pretendo sair vitoriosa. Com tudo isto pretendo alcançar mais tempo para mim e para os meus, para além de querer viver mais livre do sufoco de ter sempre tanto para organizar, arrumar e fazer.
Para quem quer tentar enveredar pelos caminhos do minimalismo aconselho a ler este artigo do JN para ter algumas noções, depois basta apenas sentar-se e repensar num toque pessoal aquilo que pretende destralhar minimalizar, será ainda útil ler este ebook também.
Termino este meu ano com votos de um Feliz Ano Novo para todos que me lêem e que o ano de 2014 seja uma jornada de boas mudanças!
Algumas fotos de 2013





























Sem comentários: