segunda-feira, abril 28, 2014

Sugestões para ajudar a equilibrar o orçamento doméstico

Talvez não seja nada de novo, mas convém sempre relembrar e partilhar. Aqui ficam algumas sugestões para baixar ou equilibrar o orçamento doméstico. Sugestões simples mas que para alguns podem fazer grandes diferenças ao fim do mês:

* optar por comprar marcas brancas;
* aproveitar conscienciosamente as promoções feitas pelas grandes superfícies. Azeite, arroz, massas, enlatados, açúcar são bons artigos para se ter em stock;
* planear refeições equilibradas, utilizando produtos da época;
* aproveitar as sobras de um jantar para preparar uma nova refeição;
* levar a marmita com o almoço e lanches para o trabalho;
* comprar fruta e legumes diretamente ao produtor (isto quando se vive em meios mais rurais);
* andar mais a pé, de bicicleta ou de transportes públicos;
* transformar peças de roupa que já não se usam;
* procurar programas culturais e recreativos gratuitos;
* associar-se a bibliotecas municipais para recorrer ao empréstimo domiciliário de livros;
* ter uma pequena horta em casa (na varanda, terraço, janela...);
* rever todos os tarifários de luz, água, gás, pack de TV/internet/telefone, telemóvel...;
* optar por passeios ao ar livre, afastar-se de locais de comércio (evita-se despesas desnecessárias!!!), aproveitar o sol, a natureza e as crianças agradecem! Não se esqueça da cesta de piquenique;
* reutilizar mais... (lembro-me de que em pequena a minha avó paterna lavava os sacos de plástico no tanque com sabão rosa e depois colocava-os a secar, isto porque os sacos plásticos eram caros e escassos...)

domingo, abril 27, 2014

Ainda sobre o Kakebo...{orçamento}


Hoje sentei-me logo pela manhã enquanto desfrutava de uma boa chávena de café, com os meus ficheiros de excel, as minhas despesas fixas, a estimativa das minhas compras de sobrevivência, onde se inserem a alimentação, saúde e os extras...
Conclusão, iniciei o meu orçamento a partir do somatório das minhas despesas fixas mais a estimativa para as compras mensais de sobrevivência e para alguns extras (mas poucos!!!). Para mim o mês será calculado sempre do dia 23 até ao dia 23 seguinte. Tem apenas como base o salário mensal, o resto das poupanças é para ficar guardadinho lá no banco.
Agora resta-me saber se consigo gerir este orçamento e ainda poupar algum, com um objetivo específico ainda a determinar.
Para quem quiser fazer este exercício de calcular um orçamento mensal basta seguir os seguintes passos:

1º Calcular as suas despesas fixas (renda de casa, água, luz, gás, internet/TV/telefone fixo, telemóvel, passe...)
2º Acrescentar o que costuma gastar em compras mensalmente (alimentação, saúde, roupa), é possível dar uma margem um bocadinho mais larga do habitual, por exemplo mais 50 euros;
3º Fazer o somatório dos dois primeiros passos e subtrair ao seu vencimento.
4º O resultado será o seu orçamento a gastar num mês. Deve ter em conta que deve registar diariamente todos os seus gastos realizados, seja de uma compra de supermercado, ou de um simples café tomado em pé no balcão da estação do metro. E claro, talvez a parte mais difícil para alguns apenas comprar o que é necessário. Deste orçamento ainda deverá tentar poupar alguma coisa e determinar essa poupança para um objetivo específico.

Do meu salário ainda retiro um valor variável que transfiro logo para uma outra conta de poupança.
Não fiquem a pensar que o meu salário é muito elevado!!! Mas todos ou quase todos estamos no mesmo barco com tantos cortes orçamentais. É tudo uma questão de querer aprender a ter um bocadinho de mais pulso de ferro e controlo nas nossas despesas. Por isso tudo o que possam partilhar, ideias sugestões, testemunhos, conclusões serão sempre uma agradável sugestão.

Brevemente disponibilizarei os meus ficheiros de excel para que possam usá-los com as vossas contas da poupança doméstica.


quinta-feira, abril 24, 2014

Kakebo


Era um livro, que já andava a "namorar" por assim dizer, e foi precisamente no dia mundial do livro que o adquiri (aproveitando os descontos que tinha por ser o dia mundial do livro) e curiosamente a seguir à sua compra assisto à hora de jantar a mais uma edição do programa conta-poupanças, na qual fazem uma reportagem acerca do uso e vantagens deste livro. Que coincidência!!
Kakebo é um livro de registo de contas de poupanças domésticas, inspirado num método japonês para organizar e poupar nas contas domésticas e nos extras que vamos fazendo. É ainda possível fazer uma análise detalhada das despesas realizadas mensalmente, semanalmente e diariamente, aprendendo deste modo a priorizar e categorizar  os gastos, traçar objetivos de poupança e de gastos.
Ora até aqui, nada de muito novo, já que eu já tinha por hábito fazer o registo fiel dos gastos mensais das despesas cá de casa. Contudo aprendi que deveria de criar uma espécie de orçamento de modo a poder poupar sobre esse orçamento, reduzi-lo e fazer uma poupança para um novo objetivo, por exemplo férias em família uma emergência médica, ou um outro extra qualquer...
O livro apresenta tabelas diversas, fáceis de preencher, que incluem o  ano inteiro.
Apesar de ser uma boa ferramenta, vou implementar o meu kakebo com algumas alterações, por exemplo, o meu mês irá ser sempre de 23 de um mês a 23 de outro mês, já que é a altura em que me entram as minhas receitas, neste caso, o meu vencimento.

Podem ficar a conhecer melhor este livro aqui.

Podem visitar a página do Kakebo no facebook aqui.

Pelo pinterest também há montes de inspirações aqui.

quarta-feira, abril 16, 2014

Salada de funcho e espargos com queques de fiambre {low carb}

 Salada de funcho e espargos

Corta-se  finamente uma raíz de funcho e deixa-se ficar  num pouco de água fria, durante 3 minutos, depois escorre-se bem.
Numa frigideira saltear os espargos num fio de azeite e reservar.
Saltear o funcho com um bocadinho de manteiga,  juntar salsa picada, noz moscada, sal e pimenta branca. Juntar raspa e sumo de uma lima. Deixar apurar cerca de 10 minutos, juntar os espargos e servir como salada ou acompanhamento principal.

Queques de fiambre

 
Ingredientes

fatias de fiambre de perú ou frango q.b.;
2 ovos inteiros;
50 gramas de queijo mozarrela light;
salsa picada, sal, pimenta q.b.
1 cebola picada;
pedacinhos de frango desfiado ( de uma sobra do jantar), atum natural, camarão salteado, fiambre em cubos, salsicha de aves (escolher uma destas opções)

Preparação:

Forram-se formas de silicone com fatias de fiambre e reservam-se.
Num recipiente misturam-se os ovos inteiros, o queijo, a salsa, a cebola picada e uma das opções de recheio, neste caso foi frango desfiado. Mistura-se e tempera-se com sal, pimenta. Coloca-se este recheio nas formas forradas de fiambre. Vai ao forno médio cerca de 20 minutos até estarem cozinhadas. Podem fazer o teste do palito para se certificarem de que estão cozinhados.


terça-feira, abril 15, 2014

Uma pausa para um café... e palavras de amor.

Pela mesa da sala estendem-se moldes e folhas de papel vegetal, lápis, réguas, fita métrica e lápis de carvão. Talham-se moldes para projetos vindouros, a ver no que sai...
Faço uma pausa para um café... o T. instala-se frente à televisão com o gelado (entenda-se iogurte gelado) a ver o Bob o construtor, dei por ele a saber as falas e as deixas todas e ri contente... e de repente vira-se para trás e diz-me assim de boca cheia gosto tanto de ti mamã! Respondo-lhe que também gosto muito dele e que ele é a minha vida! Faço questão de lhe dizer isto todos os dias, e sim eu sei, que ele sabe que é amado e desejado, mesmo quando faz  uma série de asneiradas que nos tiram do sério. Mas tudo faz parte deste longo processo de maternidade.
E enquanto eu saboreio o meu café moka, fico com as palavras dele como música no ouvido e dou por mim a dar graças por ter um filho assim!



segunda-feira, abril 14, 2014

Semeamos feijões!




Aproveitamos estes dias que estamos por casa para semear feijões. Foi uma atividade divertida para o pequeno jardineiro cá por casa que no fim de os ter semeado e regado exclamou:
- Então mamã ainda não nasceram?!
Cada vez mais acredito que este tipo de aprendizagens realizadas desde cedo só lhe trará benefícios a longo prazo. Adoro vê-lo assim sem sintonia com a natureza.

Courgette recheada {receita low carb}

 Ingredientes:

- 3 courgettes pequenas
- 1 cenoura lavada com casca e raspada;
- 1 lata de atum natural (conserva em água)
- 2 colheres de sopa de queijo mozarella magro
- 6 delícias do mar desfiadas;
- 100 gramas de camarão descascado;
- azeite, sal, pimenta e oregãos q.b.

Preparação:

Lavam-se bem as courgettes, cortam-se a meio e com a ajuda de uma colher de sobremesa retira-se parte da polpa e reserva-se.
Numa frigideira anti aderente, coloca-se um fio de azeite, salteiam-se os camarões cortados em pedacinhos, temperam-se com  sal, pimenta e óregãos q.b., junta-se a polpa da courgette cortada em pedacinhos. Retira-se do fogo e junta-se num recipiente, esta mistura com o atum, as delicias,  o queijo, a raspa da cenoura. Recheiam-se as courgettes que vão em forma de cerâmica, untada com um fio de azeite a cozinhar e dourar em forno médio, cerca de 25 minutos.
Servir acompanhado com legumes salteados ou uma salada mista.


domingo, abril 13, 2014

♥ 13/52 e ♥ 14/52


♥ 14/52
"a portrait of my children, once a week, every week, in 2014."

♥ 13/52
"a portrait of my children, once a week, every week, in 2014."

sexta-feira, abril 11, 2014

Abril é tempo de retomar projetos....

Dou por mim muitas vezes a desejar voltar aos meus projetos de costura, tricot, de pintura, de escrita/leitura, jardinagem, sinto muitas vezes que o tempo urge, que passa a correr, enquanto a cabeça fervilha de ideias e mais ideias que se vão ficando só pelas ideias pelos projectos.
Tinha confirmado a mim mesma que 2014 ia ser um ano de mudança. Mas a mudança apenas ocorre quando lutamos para isso, porque muitas vezes nós mesmos só o primeiro obstáculo de uma mudança, seja ela empírica  ou não! Por isso posso dizer-vos abertamente que tenho travado grandes batalhas comigo mesmo contra a inércia, o cansaço dos dias, com o meu corpo físico (que está em mudança), contra a procrastinação... Daí ter declarado que o mês de abril irá ser o tempo de retomar os meus projetos. E tenho dito!
Para começar, já tenho novas sementeiras, e outras plantações. O limoeiro já tem pequenas flores, os morangueiros já estão a florescer e já se avistam pequenos morangos, já há mirtilos em crescimento, e a amoreira está em flor...



  "A batalha mais dura que se pode travar é lutar contra nós mesmos!"

terça-feira, abril 08, 2014

fragilidade das coisas simples da vida...

 Quando somos invadidos por fragilidade e nostalgia...




domingo, abril 06, 2014

♥ 11/52 e ♥ 12/52


♥ 12/52
"a portrait of my children, once a week, every week, in 2014."
♥ 11/52
"a portrait of my children, once a week, every week, in 2014."

sábado, abril 05, 2014

Organização, gestão e balanço do {mês de março}


1. Desenvolvimento pessoal e profissional

    - ler mais livros;
    - escutar mais música;
    - planear atempadamente as atividades profissionais;
    - gerir melhor o tempo ao nível profissional;
    - continuar a usar o spiraldex para perceber como se organiza o meu tempo.
    - planear atempadamente a minha to do list para cada semana

2. Organização e simplificação da casa

     - implementar ou tentar a continuar a implementação das tarefas de rotina diurnas e noturnas;
     - destralhar roupas e acessórios que não se usam;
     - (re)planificar a lista de bens essenciais a comprar;


3. Gestão dos recursos económicos e financeiros

     - efetuar o registo fiel das despesas diárias num ficheiro de excel;
     - pagar a mim mesma um valor mensal fixo para a conta poupança;
     - reduzir o valor mensal da conta do supermercado .

4. Melhoria da condição física e estado de saúde.

    - iniciar um plano de caminhada.
    - iniciar a dieta dos 31 dias, com data marcada a 10 de março!!!
    - Procurar receitas low carb, adaptar as refeições.

5. Avaliação:


* O tempo continua a "consumir-se" entre o meu trabalho profissional e o trabalho de casa/tempo passado com a família. Preciso de ter mais tempo para mim própria e para os projetos que pretendo desenvolver, mas nem sempre é possível.
* Ao nível da organização e simplificação da casa,  ainda há um outro tanto para fazer e para melhorar.  Ainda há tanto para destralhar e separar-me sentimentalmente, in  modus repeat!!!
* A gestão dos recursos económicos e financeiros foi  cumprida, apesar de ter havido ligeiramente um aumento nas compras do  mercado (principalmente em produtos o% de açúcar e legumes frescos)
* O plano de caminhada ficou mesmo pelo plano.
A dieta essa iniciou-se com entusiasmo e força, tem dias que se esmorece um bocadinho, mas já lá vão cerca de 3,500 kg, e é para continuar com este novo estilo de refeições...

Agora toca a planear o mês de abril e prosseguir...