domingo, abril 27, 2014

Ainda sobre o Kakebo...{orçamento}


Hoje sentei-me logo pela manhã enquanto desfrutava de uma boa chávena de café, com os meus ficheiros de excel, as minhas despesas fixas, a estimativa das minhas compras de sobrevivência, onde se inserem a alimentação, saúde e os extras...
Conclusão, iniciei o meu orçamento a partir do somatório das minhas despesas fixas mais a estimativa para as compras mensais de sobrevivência e para alguns extras (mas poucos!!!). Para mim o mês será calculado sempre do dia 23 até ao dia 23 seguinte. Tem apenas como base o salário mensal, o resto das poupanças é para ficar guardadinho lá no banco.
Agora resta-me saber se consigo gerir este orçamento e ainda poupar algum, com um objetivo específico ainda a determinar.
Para quem quiser fazer este exercício de calcular um orçamento mensal basta seguir os seguintes passos:

1º Calcular as suas despesas fixas (renda de casa, água, luz, gás, internet/TV/telefone fixo, telemóvel, passe...)
2º Acrescentar o que costuma gastar em compras mensalmente (alimentação, saúde, roupa), é possível dar uma margem um bocadinho mais larga do habitual, por exemplo mais 50 euros;
3º Fazer o somatório dos dois primeiros passos e subtrair ao seu vencimento.
4º O resultado será o seu orçamento a gastar num mês. Deve ter em conta que deve registar diariamente todos os seus gastos realizados, seja de uma compra de supermercado, ou de um simples café tomado em pé no balcão da estação do metro. E claro, talvez a parte mais difícil para alguns apenas comprar o que é necessário. Deste orçamento ainda deverá tentar poupar alguma coisa e determinar essa poupança para um objetivo específico.

Do meu salário ainda retiro um valor variável que transfiro logo para uma outra conta de poupança.
Não fiquem a pensar que o meu salário é muito elevado!!! Mas todos ou quase todos estamos no mesmo barco com tantos cortes orçamentais. É tudo uma questão de querer aprender a ter um bocadinho de mais pulso de ferro e controlo nas nossas despesas. Por isso tudo o que possam partilhar, ideias sugestões, testemunhos, conclusões serão sempre uma agradável sugestão.

Brevemente disponibilizarei os meus ficheiros de excel para que possam usá-los com as vossas contas da poupança doméstica.


1 comentário:

AnaGF disse...

Eu faço algo semelhante. Depois de se tornar um hábito, torna-se fácil registar as despesas. O objectivo das poupanças também não foi difícil de escolher: os filhos, enquanto não forem adultos, e a velhice, pois pelo caminho que as coisas levam, parto do princípio que quando lá chegar, as reformas serão coisa do passado e será cada um por si...