terça-feira, abril 15, 2014

Uma pausa para um café... e palavras de amor.

Pela mesa da sala estendem-se moldes e folhas de papel vegetal, lápis, réguas, fita métrica e lápis de carvão. Talham-se moldes para projetos vindouros, a ver no que sai...
Faço uma pausa para um café... o T. instala-se frente à televisão com o gelado (entenda-se iogurte gelado) a ver o Bob o construtor, dei por ele a saber as falas e as deixas todas e ri contente... e de repente vira-se para trás e diz-me assim de boca cheia gosto tanto de ti mamã! Respondo-lhe que também gosto muito dele e que ele é a minha vida! Faço questão de lhe dizer isto todos os dias, e sim eu sei, que ele sabe que é amado e desejado, mesmo quando faz  uma série de asneiradas que nos tiram do sério. Mas tudo faz parte deste longo processo de maternidade.
E enquanto eu saboreio o meu café moka, fico com as palavras dele como música no ouvido e dou por mim a dar graças por ter um filho assim!



Sem comentários: