sexta-feira, outubro 09, 2015

[outubro]

Os dias escorrem-se por entre os dedos. O tempo não pára e não estica mais na medida das horas que eu quero!
É outubro, aos poucos pressinto a chegada do outono. Busco forças na natureza, no conforto de um chá ou café quente, na melodias das vozes e sinto que tenho tantos sonhos que já não cabem em mim.
O trabalho absorve-me e o corpo já pede para abrandar, pede mais horas de sono, de mais aconchego entre os lençóis...
Tenho de me deixar levar pelo vento num embalo suave até ao chão.


Sem comentários: