quinta-feira, novembro 19, 2015

Agenda versus Bullet journal ou algo parecido


Iniciei o ano de 2015 com uma agenda, que forrei e que bordei a ponto de cruz 365 dias para recomeçar... A verdade é que fiquei a meio gás com ela perdi-me a menos de meia, tornou-se pesada demais... Andei perdida, baralhada, com vontade de desistir dos meus projectos pessoais sobre organização e gestão doméstica. Senti-me perdida, frustrada deixei-me levar tantas vezes pela procrastinação, pelo cansaço.
Vieram as férias e como me deixei levar pelos dias não senti assim tanto a sua falta.
Em setembro, retomei o meu trabalho profissional, voltou a misturar-se a minha área pessoal, familiar  e profissional, peguei num caderno preto pautado de tamanho A5 e tentei reorganizar-me e surtiu algum efeito, até que resolvi testar o conceito de bullet journal, mas acabei por adaptá-lo mediante as minhas necessidades. Assim acabou por ter a funcionalidade de agenda, registo de despesas financeiras, to do list, inspirational pages, listas, journaling... Para já sinto-me satisfeita, como o modo como estou a prepará-lo vou começar a usá-lo diariamente a partir de novembro dia 30. 
Para iniciar, peguei num caderno pautado de tamanho A5 (género Moleskine) colei-lhe um calendário mensal com espaço para registar atividades importantes, diariamente durante algum tempo vou usar de novo o spiraldex, quero voltar a estudar a gestão do meu tempo, vou registar os meus gastos usando o método idêntico ao do Kakebo, vou usar e abusar das minhas listas pessoais...
Podem encontrar algumas inspirações aqui no pinterest
O mais importante de tudo é que cada um consigo encontrar o seu próprio modelo de organização.

2 comentários:

Cidália Pedrosa disse...

Olá, vou iniciar a minha jornada com o Bullet Journal agora! Ainda usa o sistema? Qual é a opinião?

Sandra de Sá disse...

Olá Cidália. Continuo a usar e estou a gostar muito deste sistema de organização. Dá um bocadinho mais de trabalho visto termos de ser nós próprios a criar todas as páginas, mas para além de ser mais personalizado também nos deixa mais focados naquilo que realmente nos interessa. Estou a usar o tamanho A5, mas provavelmente vou optar por um tamanho A6 no próximo ano. Vou ver se coloco umas fotos de algumas páginas do meu para a inspirar. Obrigada.