quarta-feira, dezembro 28, 2016

2016 em jeito de balanço


Estamos na reta final de 2016.
Houve muitas etapas, desejos concretizados e outros quantos que se ficaram pelo caminho.
Foi um ano de muitas quedas, de muitos momentos não, até mais do que sim, foi um ano de aprendizagens.
Conto que 2017 seja um ano imperativo na mudança e no meu crescimento pessoal.

Voltei a reescrever as minhas intenções para 2017. Nem têm ordem nenhuma em especial. Oxalá consiga concretizar a maior parte delas.

1. Visitar um país ou um local desconhecido cá em Portugal.
2. Cuidar mais de mim! Colocar a saúde em primeiro lugar. É imperativo uma dieta!
3. Continuar as minhas aprendizagens no scrap.
4. Promover encontros de scrap.
5. Ver mais vezes o por-do-sol.
6. Fotografar mais.
7. Cumprir criteriosamente o plano de poupança das 52 semanas.
8. Voltar a minimalizar;
9. Acabar os meus projetos antigos.
10. Ler mais.
11. Voltar a costurar.
12. Atualizar mais vezes o blog.
13. Dar mais caminhadas ou até mesmo iniciar um desporto.
14. Passar mais tempo com os amigos.
15. Participar mais no projeto de happy mail.
16. Ir à neve.
17. Ir mais vezes à praia.
18. Trabalhar mais no project life do Tomás.
19. Fazer mais piqueniques.
20. Ir ao oceanário com o Tomás.
21. Voltar a acampar.
22. Fazer as consultas de rotina (ginecologia, visão, dentista, análises).
23. Dar continuidade aos meus pequenos cultivos (mini-horta e mini-jardim).
24. Voltar a ter maior controlo financeiro.
25. Abraçar este projeto aqui: http://voltaaomundo193livros.blogspot.pt/ 
26...
[ em atualização]

√ - projetos postos em ação

quinta-feira, dezembro 15, 2016

...o lobo que resiste é aquele que alimentamos....

sábado, outubro 29, 2016

Do outono...

O outono enche-me e aquece-me a alma, pelas suas cores, pela sua luz... É tempo de renovação de nos desprendermos do que não queremos levar adiante, de deixar os fardos para trás e prosseguir com o que realmente interessa.
Gosto tanto de dar passeios matinais ou ao final da tarde antes de escurecer. Gosto tanto de sentir o outono.







Podem seguir-me no instangram

segunda-feira, outubro 24, 2016

Apetece-me



Apetece-me regressar aos poucos.
Apetece-me voltar a ter mão no meu tempo. A gerir e a ocupar com coisas/momentos que realmente me interessam e me deixam feliz.
Apetece-me parar na rua para sentir a chuva, olhar as cores de outono, ver os cogumelos que despontam, colher folhas outonais magicamente pintadas, apetece-me voltar a aguarelar.
Apetece-me parar no tempo, caminhar ao som do vento, libertar-me desta ânsia que trago no peito.
Apetece-me voltar a pegar nos meus antigos projectos, e voltar a sonhar com tantos outros.
Apetece-me voltar a tricotar, costurar, bordar.
Apetece-me ter mais convicção e acreditar de que sou capaz.
Apetece-me olhar fixamente nos teus olhos...
Apetece-me a calma de um abraço
Apetece-me e quero muito ser feliz!

domingo, outubro 02, 2016

Adeus setembro! Olá outubro!

Entrei no mês de setembro com a notícia  de que tinha obtido uma menção no Top 3 no concurso da Scrap N' challenge. Fiquei radiante. Recebi de prémio um carimbo digital bem bonito. A ver se ainda consigo participar já na edição de outubro, com a tematica do Halloween.
De resto foi um mês que passou de fugida, embrenhada nas minhas rotinas, com a sensação de que não consegui descansar o tempo suficiente nas férias, de que queria ter feito e de que poderia ter feito muito mais do que fiz. Ficou assim uma espécie de vazio... Acho que não me despedi do verão.

Entro no mês de outubro com vontade de travar as minhas próprias lutas e de conseguir voltar às minhas metas. a ver vamos se é desta que consigo.

Deixo-vos algumas das tags que realizei utilizando técnicas de scrap:




quinta-feira, agosto 18, 2016

Anything Goes - a minha participação no Scrap N' Challenge


Decidi participar com este postal que criei no passatempo "Anything Goes".


quarta-feira, agosto 17, 2016

Memories - Album

 Um novo projecto.
Gostava de poder transmitir em palavras o quanto é gratificante criar um álbum a partir de papel. Ver brotar algo assim de simples folhas de papel deixa-nos de coração cheio.



Podem ver mais fotos aqui

segunda-feira, agosto 15, 2016

Sou uma beachcombing!

 Ao ler um artigo sobre uma equipa de voluntários para realizarem a reflorestação do país (da qual estou a pensar seriamente em tornar-me voluntária também) vim a descobrir um artigo sobre pessoas que recolhem pequenos achados na praia (seixos, conchas, búzios, vidros do mar...). A esta actividade naturalita dá-se o nome de beachcombing. E eu sem saber sou uma beachcombing desde que me conheço! Sempre gostei muito de palmilhar a praia de lés a lés em busca de pequenos achados que para mim são verdadeiros tesouros.

sábado, agosto 06, 2016

Nada de novo mas quem sabe algo a colocar em prática no orçamento familiar



Uma lata mealheiro das fechadas ou o tradicional porquinho de barro, para não se cair em tentação.

Uma quantia definida com o orçamento de cada um por mês. Se há crianças devem colocar metade do valor que estão a depositar. Ou seja se colocar 10 euros mensais, deverá colocar mais 5 euros.
Já pensou que basta colocar um euro por dia, que são logo 365 ou 366 euros?

No fim haverá um pequeno quinhão para umas férias, um fim de semana prolongado em família ou outra coisa qualquer que desejem muito.

Eu e o meu mundo de papel.

Tenho aproveitado estes dias em que o tempo flui naturalmente sem pressas, sem horários. Se bem que noto que meia volta escapa-se por entre as mãos. Para explorar novas técnicas e dar asas aos meus ensaios mais técnicos na área do scrpabooking. E é tão gratificante ver como através de um pedaço de cartão prensado e umas quantas cartolinas livres de ácidos se fazem nascer peças tão bonitas quanto esta, embora eu seja suspeita. Eu ando absolutamente maravilhada fascinada com este mundo. Se me querem ver feliz dêem-me umas quantas folhas de papel e verão o quanto me fazem feliz!








sexta-feira, agosto 05, 2016

Leituras


"Passa uma borboleta por diante de mim
E pela primeira vez no Universo eu reparo
Que as borboletas não têm cor nem movimento,
Assim como as flores não têm perfume nem cor.
A cor é que tem cor nas asas da borboleta,
No movimento da borboleta o movimento é que se move,
O perfume é que tem perfume no perfume da flor.
A borboleta é apenas borboleta
E a flor é apenas flor."


                                                         Alberto Caeiro

domingo, julho 31, 2016

Bullet journal

O meu bullet journal vai ganhando pouco a pouco a forma ideial.
Defini a legenda e as cores que pretendo usar.

Como é que o organizei?

1.Comecei por colar um calendário mensal de  tamanho A5 com espaço para escrever pequenas anotações, para ter uma visão do plano mensal.
2.Seguidamente escrevi metas que pretendo atingir ao nível do desenvolvimento pessoal e profissional; organização e simplificação da casa; gestão dos recursos económicos e financeiros e melhoria da condição física e estado de saúde.
3. Registo financeiro das despesas inspirado no kakebo;
4. To do list semanal
5. Registo diário dos dias no qual vou voltar a usar o spiraldex  pois pretendo fazer um estudo sobre como tenho gerido o meu tempo, para fazer pequenos ajustes à priori. Também vou registar a quantidade de copos de água que bebo por dia, a meta é conseguir beber 8 copos de água ou chá natural sem adição de açúcares.
6. Wsih list de objetos que necessito, de filmes ou livros que quero ler ou reler...
9. Adicionei também  uma lista de compras semanal.

Brevemente irei publicar algumas fotografias...

domingo, julho 03, 2016

By the sea

A vontade de ir até à praia inspirou-me para isto...
Estou mesmo a precisar de ir para a praia e quem me dera que o destino me levasse para aqui.

Mais fotos e informações disponíveis aqui: By the sea

sexta-feira, julho 01, 2016

Olá julho!


Passou evidentemente um mês desde o meu ultimo post aqui.
Tenho andado bastante desaparecida do meu blog. Tenho continuado a dar asas à minha criatividade e continuo com as rotinas da minha vida pessoal e profissional. Mas confesso que tenho saudades de voltar aqui em modo de escrita mais atenta. Para falar a verdade, nem sei se alguém me continua a ler por cá, (se sim por favor que se acuse!).
Apesar de ausente fazem-me falta estes meus retalhos da memória...
Tenho andado muito envolvida no meu mundo de papel. Tenho feito várias aprendizagens de variadíssimas técnicas, sinto que me posso perder horas a fio sem me dar conta. É o meu mundinho e ainda tenho tanto para descobrir quer em termos de materiais como de técnicas.
Apesar de ainda não estar de férias, sinto que estou a precisar imenso delas e de fazer algo fora do habitual dos últimos anos. O T. vai a caminho dos cinco anos e como o tempo passa!
Continuamos sempre que possível com atividades de homeschooling e atividades de outdoor. Tal como todas as crianças adora espaços ao ar livre e em contacto com a natureza.
Tenho saudades dos dias de relaxe, dos sons do campo, dos livros novos que comprei na feira do livro e ainda não lhes peguei, da caipirinha, dos dias de praia, do primeiro mergulho no mar, de um pezinho de dança, de risadas e boas conversas com os amigos... e tantas coisas mais. Por isso digo Ola julho com 31 dias para encher de novos planos!

quarta-feira, junho 01, 2016

Olá junho!

Vamos lá a ver se é agora que consigo colocar em pratica as tantas realizações que encerram dentro de mim.

terça-feira, maio 31, 2016

 






Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já têm a 
forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam 
sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia e, se não ousarmos 
fazê-la, teremos ficado, para sempre à margem de nós mesmos
Fernando Pessoa

terça-feira, abril 12, 2016

O poder de voltar a criar...

Sempre me considerei uma pessoa criativa e com necessidades muito próprias nesse sentido.
A necessidade de criar torna-se imperativa como uma lufada de oxigénio em dias mais atribulados.
O meu leque de criatividade prende-se com linhas, tecidos, papéis e um número infinito de outras coisas mais que gosto de remisturar. 
Tenho vindo a descobrir no scrapbook e no project life a lufada de oxigénio necessária. E dou por mim a pensar passava o resto dos meus dias nisto, a fazer brotar de um pedaço de cartão e algumas folhas de papel estampado objetos prazerosos como os que se seguem.







Podem seguir as novidades todas aqui: https://www.facebook.com/Rainmaker-777713919012575/

domingo, abril 10, 2016

Faz aquilo que te faz feliz!

Já estamos no mês de abril! O tempo corre e urge... 
Na maioria das vezes não conseguimos fazer tudo o que planemos, ou queremos. Caramba, somos humanos, não somos máquinas programadas, com horários e bi-horários em altos frenesins e correrias que nos deixam exaustos de corpo e de mente e mesmo assim feitas as contas acabamos por ver que não conseguimos satisfazer tudo aquilo que planeamos, ou tudo aquilo que esperavam de nós...
É por isso que apostei em adoptar o lema "Faz aquilo que te faz feliz!" É óbvio que existem rotinas que embora não me façam propriamente muito feliz, eu tenho de as fazer à mesma, mas tenho de mudar o meu pensamento em relação a isso. E é importante focar o nosso dia nas coisas que nos fazem verdadeiramente felizes.

segunda-feira, março 21, 2016

Tirar partido dos dias...


Às vezes estamos tão absorvidos com as coisas que nos acontecem que vamos deixando acumular, quer seja no plano físico como no  mental. Ainda há bem pouco tempo falei-vos disso neste post que podem reler aqui. Hoje sinto-me com mais força interior e parece que estou a voltar pelo bom caminho. Já vos disse também que a primavera e o outono são estações com poder de renovações imenso. E talvez seja por isso ou não que me sinto mais focada nos objetivos que pretendo atingir.

Declutter

Estou numa fase em que sinto que tenho de voltar ao destralhar a minha casa de uma ponta à outra. Que tenho de praticar a acção do desapego. Quanto mais cedo me conseguir desapegar mais livre me vou sentir e o fluxo de boas energias irão simplesmente deixar-me melhor...
A parte do desapego é provavelmente a parte mais difícil, também pelo aspeto emocional que carregamos com os objetos. Mas tenho de fazer um esforço para conseguir travar essa batalha comigo mesma e sei que vou conseguir fazê-lo.

Aqui ficam algumas sugestões de declutter que pretendo fazer. Tentei organizar por divisões, pode ser que alguém se sinta inspirado para fazer o mesmo.
Há sempre um lema a ter em conta doar, vender ou deitar fora! Sigam aquele que vos mais convém. Por cada divisão, usem um dia ou dois para fazerem tudo muito refletidamente. Ah e não olhem para o saco de coisas que vão doar, vender ou deitar fora, para não ficarem tentados a voltar retirar algo de lá...
 Coloquem uma música que vos motive e arregacem as mangas!

1. No w.c.:

- verificar se necessitamos realmente de todas as toalhas de banho que temos, ou se algumas estão gastas e precisam de ser substituídas.
- verificar os produtos de maquilhagem/cremes: verificar prazos de validade; se as embalagens estão vazias e largadas num cesto qualquer, porque já não nos identificamos e com elas; se o  produto acabou e o guardamos vazio por causa da embalagem ou em busca de um igual;
- verificar o prazo de validade dos medicamentos.
- limpar azulejos;
  limpar as escovas de cabelo, trocar escovas de dentes por novas;
- limpar e escolher os acessórios de cabelo, arrumar tudo de novo convenientemente;

Até agora 1 saco cheio para o lixo e outro com toalhas para doar!

2. No quarto:
- selecionar as roupas que realmente gostamos e que nos fazem sentir bem. Não vale a pena guardar na esperança de um dia voltar a usar.Organizar as nossas roupas de uma forma crescente.
- selecionar e fazer  o mesmo com o calçado.
- selecionar roupas de cama  e escolher.
- limpar as mobílias com um pano húmido.

3. Na cozinha: 

 - normalmente a seção dos plásticos costuma ser a mais crítica. Guarde apenas o que precise;
- selecione as toalhas, panos da loiça e toalhas de mesa que usa, elimine aquelas que estão com nódoas ou já muito gastas;
- na despensa, tire tudo das prateleira, limpe-as muito bem, organize os produtos como se fosse as espécie de mini-mercado. Descarte o que estiver com o prazo fora da validade.
 - limpar azulejos e armários.

4. No escritório/craftroom (o mais complicado de todos!!!):

- selecione os materiais que realmente quer e necessita, aqueles que guardou porque pensou que os ia usar para mais tarde e nunca os usou, deite-os fora, pois o mais provável é nunca vir mesmo a precisar deles.
- revistas antigas digitalize os artigos que mais lhe interessam ou simplesmente faça do modo mais drástico, pegue em todas elas e leve-as ao ecoponto mais próximo;
- livros, troque-os por outros, doe, faça uma venda de garagem. Fique apenas com aqueles que são muito importantes.
- materiais de artesanato selecione e organize-os em caixas se possível transparentes e com uma bonita etiqueta., pequenas sobras, deite-as logo fora, para não cair em tentações de as acumular.
- digitalize todos os documentos que tem em suporte de papel.
- faça um inventário de todos os materiais que possui, assim não corre o risco de voltar a comprar em duplicado.

5. Brinquedos:

- selecione com os seus filhos os brinquedos que eles não brincam mais. Ensine-o a partilhar e a doar aquilo de que ele já não necessita. 
- sempre que entra um brinquedo novo, um mais antigo tem de ser doado.

 No fim, espalhe umas plantas naturais, uma jarra com as suas flores preferidas, uma vela, um aroma espalhado pela casa e sorria, porque conseguiu  de novo o seu ambiente, mas desta vez com mais energia. Este é um caminho longo e sem fim, mas aos poucos, acho que todos conseguimos chegar lá.
O declutter irá também ter uma influência no seu orçamento familiar. Pois vai descobrir por si só que vai haver uma infinidade de coisas que vai deixar de comprar, porque já não vão ser mais necessárias...

 Viver melhor com o suficiente!

domingo, março 20, 2016

Olá Primavera, o quanto gosto de ti...


 São as flores, os dias mais solarengos, o chilrear dos pássaros, as flores primaveris, as borboletas, os teus risos... é por isso que gosto tanto de ti primavera!


O poder de recomeçar...

Para mim o mês de março tem o poder da renovação da transformação. Não porque os dias começam a ser maiores, mas também pelo despertar da natureza adormecida que se faz sentir. Por isso creio que março é um bom mês para se recomeçar. Recomeçar em planos anteriormente traçados e até mesmo forjar novos planos.
Por isso quero ter o poder de recomeçar e...

1.Experimentar esta receita de Pão de Deus.

2. Preparar os cabazes de Páscoa para os padrinhos do Tomás.

3. Ter o plano poupança 52 semanas em ação!

4. Fazer o registo das despesas mensais (o meu mês começa no dia em que recebo o meu salário). Até agora tenho tudo anotado, optei por utilizar uma folha simples de excel apenas com somatório de despesas, no telemóvel, depois vou transferir tudo para o meu ficheiro de excel, para ter um perfil anual do meu ano financeiro. Vou ter de identificar os excessos cometidos e equilibrar as contas.

5. Experimentar o envelope cash system no mês de abril.

6. Preparar o nosso terraço para os dias mais solarengos que se avizinham.  Pintar, forrar, organizar plantações e mudas... Um sem fim de coisas... Algumas ideias e inspirações por aqui.

7. Organizar-me para dar caminhadas à beira mar, inspirar a maresia e ouvir musicas para relaxar.

8. Iniciar o plano da dieta sem falhas, com convicção.

9. Seguir um dia de cada vez até atingir o equilíbrio desejado...





segunda-feira, março 07, 2016

Dia de Shiva versus desembaraço de tralha metafísica e mental.

Há  dias em que acordamos cheios de esperança e de boas vibrações e no qual sentimos que somos capazes de nos desembaraçar de qualquer negativismo. Porém, outros há  em que a força é  tão  pouca que acabamos por nos acomodar e o caus lentamente se vai apoderando de nós.
Hoje sinto que preciso de foco para me desembaraçar  do meu caus. Estou a falar de tralha metafísica  e também  mental. Descobri  ao acaso que hoje é  o dia ideal para isso. É  o dia de Shiva e coincidência  ou não  é também  o dia em que a lua consegue exercer menos influência  sobre nós.
Estamos tantas vezes inebriados, atolados de tralha metafisica e mental que nem dá-mos por ela. Se tem uma secretária e tem um monte de papeladas e em que a sua organização são inevitavelmente adiadas estamos perante  uma tralha metafisica. Se adiarmos constantemente a sua organização, o caus começa a instalar-se e vai-se transferindo para outras situações  emergentes. Quantas das vezes isto já não nos aconteceu?  Talvez por estarmos sem energia vamos adiando as coisas por tempo demais. Confesso que ultimamente isto tem-me acontecido vezes demais. Ando sem energia, sinto-me demasiado cansada para combater isto. Mas temos de ter a coragem de colocar  um basta e é
por isso que é  tempo de dar-mos uma reviravolta no sentido da mudança.  Há  que fazer acontecer e esse passo está  simplesmente nas nossas mãos.
Iremos encontrar obstáculos, teremos de nos esforçar  e até  abdicar de umas coisas em prol de outras, mas tudo é  possível  basta querer e na maioria das vezes  os obstáculos  e dificuldades estão apenas na nossa mente. Hoje sinto que tenho em mãos  o despertar, o poder fazer...
E nem imaginam o quanto preciso de acreditar nisto para simplesmente fazer acontecer!

quinta-feira, fevereiro 18, 2016

Cash envelope system

Este sistema de organização financeira, foi implementado por Dave Ramsey, podem ler aqui mais algumas dicas no seu site.
Dave Ramsey, parte do principio que ao pagarmos as nossas despesas com dinheiro físico e não com cartão de crédito ou outro tipo de cartão, ficamos mais conscienciosos de como e quanto gastamos, temos em conta o quanto nos custou, a ganhar o dinheiro que temos em mão.

Depois de ler alguns testemunhos a este respeito tentei criar um exemplo de orçamento para Cash envelope system, no qual os valores indicados são meramente exemplificativos, cada um deverá adaptar às suas realidades, por exemplo se  possui carro deverá criar um envelope para despesas de manutenção de carro e outro para combustível, se levar marmita para o trabalho, o envelope da despesa da restauração terá um valor menor, etc.
Em caso de sobrar algum dinheiro esse pode ser mantido no respetivo envelope ou ser redirecionado logo para uma poupança, ou para um envelope extra para emergências.

Envelope 1 - Será  um envelope de carácter virtual que contem a renda/prestação da casa, àgua, luz/gás natural, tv/net/telefone, telemóvel, almoços escolares:  490€

Envelope 2 - Despesas de transporte (metro, autocarro, táxi...): 40€

Envelope 3 - Despesas de supermercado: 120€

Envelope 4 - Despesas de saúde: 40€

Envelope 5 - Despesas de Restauração (incluí almoços diários, almoços de família, lanches e cafezinhos): 30€

Envelope 6 - Despesas de Veterinário: 25€

Envelope 7 - Despesas com prendas de aniversário: 15€

Envelope 8 - Despesas de vestuário: 20€

Envelope 9 - Despesas para hobies: 10€ 

Envelope 10 - Despesas extra para emergências: 20€

Vou tentar usar este sistema, mal receba o meu salário! Depois digo-vos como está a correr.
E por aí sentem-se tentados? Já experimentaram? Partilhem também as vossas experiências.



Estratégias financeiras

 Imagem retirada da web

Ainda numa onda de poupanças e estratégias financeiras, eis uma série de medidas a ter em conta e sobre as quais me quero debruçar mais atentamente:

 1º analisar rendimentos/despesas;
 2º registar todas as despesas (folha de excel, kakebo, handwallet expense manager)*
 3º estabelecer um orçamento*
 4º experimentar o sistema cash envelope system;
 5º estabelecer uma poupança automática (projecto 52 semanas*, poupança bancária*, lata I wish...)
 6º encontrar formas de aumentar rendimentos (vender objetos que não se usam...)
 7º Rever contas bancárias e formas de investimento
 8º abrir um PPR

* medidas em curso

sexta-feira, fevereiro 12, 2016

52 semanas de poupança

A propósito do Programa Contas Poupanças da SIC, que nunca perco um episódio e por coincidência em andar a falar para os meus botões que estava com necessidade de voltar a anotar todos os meus gastos financeiros para me (re)orientar e reorganizar ao nível económico, eis que surge a abordagem do projeto 52 semanas de poupança

Desafiodas52semanas_1.jpg
Já o tinha visto o ano passado pela rede social do facebook, confesso que o olhei, mas não me senti tentada.  Mas desta vez a ideia começou a amadurecer e pensei, porque não tentar!!? Digamos que desde outubro de 2015 a janeiro de 2016 as despesas tiveram um aumento substancial: arranjos do carro, Natal, fatura da luz/gás natural, veterinário.. Bem foram uns meses mais difíceis.
Tentar não custa e quando realmente queremos poupar, as pequenas vitórias são muito importantes e daí resolvi tentar. Ia comprar um daquelas mealheiros em lata para não correr riscos de cair em tentações, mas quando vi o preço deles, pensei que o dinheiro que ia dar para o comprar representava já 4 semanas do projeto da poupança. Voltei a pousar o dito, e optei por utilizar uma lata de metal das muitas que guardo lá por casa (uma paixão!!) e conclusão já consegui lá colocar algum dinheirinho de lado. 
Agora que me comprometi com este projeto, vou organizar o meu orçamento mensal e mal receba vou tentar colocar logo um dos valores mais altos de poupança, a ver se é desta que consigo voltar a ter um fundo de emergência mais rechonchudo.

Paralelamente, pensei em ir juntando aleatoriamente e quando for possível alguns trocos para ver se chegamos às férias com direito a um fim-de-semana de vá para fora cá dentro.
E por aí, não querem experimentar?!

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

"cultive uma boa vida e grave-a"



Tenho várias paixões!
Entre elas uma que se tem destacado mais nos últimos tempos, os papéis. Das minhas mãos os papéis vão surgindo em forma de scrapboking, scrapdecor e de project life e até mesmo de cardmaking. Aqui ficam alguns exemplos:







Tenho em mãos o Project Life do Tomás e que aos poucos vou construindo mediante as fotografias que vou podendo mandar imprimir. Costumo mandar imprimir a partir daqui, é o local mais económico que até agora encontrei em relação a qualidade/preço.
Quando iniciei o álbum do Tomás, comecei por usar o tamanho A4 e tamanho A5 para as páginas, agora deixei-me levar pela grandeza do projeto e comecei a utilizar páginas de scrapbooking e de PL de 30cm X 30 cm. E lá vou dando asas à imaginação e recorrendo a novos materiais e técnicas que vou descobrindo.
Aqui ficam alguns exemplos:









Paralelamente tenho intenção de construir um project life com os registos fotográficos e escritos que conseguir durante o ano de 2016. Decidi que este registo iria ser realizado no tamanho A5. Os registos serão de carácter mensal e não de semana a semana como é mais usual ver-se no Project Life, ou seja vou versar-me nos momentos mais importantes de cada mês. Aqui fica um pequeno registo do que já tenho em mãos:




 Obs.: De momento o blog não me permite alterar a rotação da foto. Quando for possível volto a editá-las!

Para quem quiser conhecer a criadora deste projecto aqui fica, Becky Higgins.Deixe-se levar pelo seu lema e cultive uma boa vida e grave-a {num álbum de memórias}.