Minimalismo

A ideia de minimalismo e simplicidade já andava a pairar sobre a minha cabeça, mas depois de ter lido este livro, da Rita Domingues decidi dar aso às minhas resoluções, e uma delas envolve a simplificação da minha vida no sentido de me minimalizar  a nível de objetos físicos para depois fazer esse processo a nível pessoal e do meu imago.
A minha necessidade de simplificar  surge pela necessidade de espaço, de ter menos coisas para limpar e arrumar, por preocupações ambientais, para dar lugar a outras coisas novas, por economia, por gestão do meu tempo e por transmissão de valores que quero dar ao meu filho. Para isso estabeleci um plano de ação, baseado no livro "Guia para simplificar a vida" que passa pelos seguintes itens:
1. Finanças:
 . registo de gastos num ficheiro de excel;
 . uso de cupões de desconto nas compras;
 . aproveitar as promoções;
 . fazer lista de compras (comprar apenas o que é essencial, ou seja com consciência);
 . abrir uma conta para o Tomás.

2. Gestão do meu tempo:
 . rotinas diárias - anotar as tarefas a desenvolver diariamente, semanalmente e mensalmente;
. atualizar sempre a agenda.
. estabelecer um horário no computador (só em cofeebreak ou depois das tarefas concluídas);
. delegar tarefas (afinal não posso fazer tudo sozinha);
. criar a minha bucket list ("antes de bater as botas" - inspirado no filme The bucket list.

3. Minimalizar roupas, calçados e acessórios e produtos de maquilhagem:
 . fazer seleção: para dar, para reutilizar, pensar, deitar fora;
 . Serve? Uso? Gosto?

4. Computador:
 . fazer backup's (a ver se consigo fazer isto trimestralmente);
 . eliminar ficheiros e programas que não uso;
 . organizar pastas e documentos;
 . atualizar programas.

5. Papeladas e outros afins:
 . digitalizar;
 . organizar em dossier os documentos que estritamente tenho de ter em suporte de papel (contas, contratos, IRS, garantias, etc);
 . aderir a faturas eletrónicas.
 . organizar as receitas de culinária soltas numa caixa arquivadora.

6. Compras:
 . fazer listas de compras.
 . comprar só o que é oficialmente e estritamente necessário.
 . em tempos de saldos comprar com consciência.

7. Espaços da casa:
 . mantê-los funcionais com o minimalismo possível;
 . organizar melhor os espaços;
 . delegar tarefas na questão de organização e arrumo.

8. Crafts:
 . reduzir o impulso de comprar;
 . só renovar stock se necessário;
 . gastar ou disponibilizar o material que tenho a mais ou que não uso;
 . não guardar restos de material que provavelmente sei que nunca iria utilizar.
 . acabar projetos iniciados.
 . organizar melhor os espaços.